quinta-feira, 28 de maio de 2009

FELICIDADE: O QUE É? COMO SE CONSTRÓI?

Animador de PSICOLOGIA POSITIVA

O que é??? Quanto custa?
http://institutodainteligencia.ning.com/events/animador-de-psicologia

Nos últimos anos, a Felicidade tem sido um tema, cada vez mais, objecto de estudo.


Agora também a Ciência se envolveu na tarefa de nos explicar que sentimento é esse.


Os mais recentes e interessantes livros sobre a matéria provêm de investigadores universitários.


Este interesse crescente pelo tema resulta do facto de ser cada vez mais perceptível que vivemos numa sociedade onde o estresse, o medo, a depressão e a angústia existencial estão a provocar inúmeros ataques à qualidade de vida, à saúde e ao bem-estar das pessoas.


A definição de Felicidade varia de pessoa para pessoa e de autor para autor.


Para uns é um sentimento de realização, harmonia e integração.

Para outros o resultado de conquistas e ambições.

Os cientistas, como o biofísico Stefan Klein, defendem que se trata de um sentimento que abrange o bem-estar corporal, psíquico, social e espiritual.


Por força de inúmeros factores, onde o estilo de vida desempenha um papel decisivo, vivemos numa angústica existencial quase permanente.


O que levou a psicóloga transpessoal Laura Gilot a declarar que temos sido exímios a construir uma sociedade neurótica, insegura, assustada e confusa.


Desta neurose que acomete um número crescente des seres humanos resulta que o nosso Eu, em vez de se expandir, fica restringido a um punhado de algumas ideias, por vezes vagas, de quem somos.


Como já escrevi anteriormente, uma lenda indiana diz que Deus escondeu a felicidade no sítio mais inacessível do Universo: não no fim do Mundo, não na montanha mais alta, nem tão pouco nos abismos marinhos. Escondeu-a dentro de nós mesmos.

É lá que ela reside desde que nascemos e por isso quanto mais nos concentramos no mundo que nos rodeia menos somos capazes de perceber que o nosso bem-estar, o nosso equilíbrio, a nossa harmonia, enfim, a nossa Felicidade está cá dentro, tem de vir de dentro para fora e não no sentido contrário.


Por muito que olhemos ao espelho não a detectamos.

Por muito que aprendamos nos livros não a descobrimos ali. E, assim, distraídos numa sociedade que é cada vez mais cheia de imagem e cor, não nos ocorre que as primeiras e mais importantes aprendizagens devem ser acerca de nós próprios.


Então, o auto-conhecimento seria pois o primeiro passo para a conquista da Felicidade. De outra forma, acontecerá o que o filósofo Voltaire vaticinava: "sabemos que a felicidade existe mas não conseguimos dar com ela".

Dr.Nelson S Lima ( Obrigada Dr Nelson Lima :-)
http://institutodainteligencia.ning.com/

2 comentários:

D@ni disse...

eu já me inscrevi no curso!!
e tu?

bjs

Isabel Perry disse...

Acabei de me inscrever, Daniela!
:-)
Lá vamos ser "Colegas de Curso" outra vez, lol...
Beijinhos
Isa